Uma Carta Para Você

Moro em uma cidade cinzenta e fria. É isso mesmo. Bem fria. E, quando se olha para o céu, quase não se vê o Sol. A noite, não se vê estrelas. Às vezes bate aquela vontade de não olhar para todo esse cinza, que não é bem branco, nem preto. Nem definido. Nos pegamos sendo esse cinza. Sem estrelas. Sem Sol . E não tem problema nenhum com isso. E apesar de nem todo dia ser radiante e alegre, quando é... Chega tirar o fôlego. Essa cidade cinza ganha vivacide e passa a ser verde. Azul. Amarela. Os ônibus, tão corriqueiros, ganham um novo polimento multicolorido. E assim somos nós, cinzentos num dia. Coloridos em outro. Não definidos, porém completos. Diferentes. Porque o problema é fingir que não tem problema algum. E se tiver, não esconda, fale. Dê um novo polimento de Sol a sua pintura desgastada pelo frio. Eu te amo. Mesmo que não te conheça, você já o Sol da minha cidade que só está escondido pela nuvens cinzentas

Eu estou com você

#SetembroAmarelo